Memorial

Companheiros de Pensamentos

terça-feira, 3 de março de 2009

Meus Anjos Caninos.


Desde que me entendo por gente, lembro de ter sempre a companhia de "anjos" peludos: meus cães.

De que raça eram?

Todos eram de uma raça meiga, companheira, cúmplice, vigilante, alegre.

Essa é a raça de que sempre foram os cães que tive e, também, aqueles que tenho agora.

Não consigo perceber como conseguem ser tão desumanos para com seres que só querem dedicar-se a nós... Entendo e aceito que não gostem de cães ou de gatos ou de iguanas ou de pássaros, etc. Mas não entendo que os maltratem.

Quando olho para aqueles olhos tão expressivos; quando recebo um "carimbo" na minha roupa, mesmo na hora que vou sair; quando sinto os dedos dos pés adormecerem sob o peso daquele corpo que ronca enquanto trabalho na minha secretária; quando minha companhia é solicitada para a brincadeira; sinto uma sensação que estou realmente viva e que "alguém" realmente depende de mim.

Os meus cães gostam de mim de qualquer jeito, com qualquer humor, com qualquer roupa, com qualquer penteado, com qualquer peso ou altura.

Bem que os humanos deviam aprender muita coisa com eles, não?

2 comentários:

DrFunkenstein disse...

Se gostas de animais, tal como eu, dá uma espreita neste vídeo... Isto é o verdadeiro altruismo pelos animais.
E já agora, quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos animais... Também concordas?! Eu sei!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=DIu9-J30i2A

Rita Caissotti disse...

Á espaço para ensinar em baixo prima..em jeito de concordância,claro!:)