Memorial

Companheiros de Pensamentos

domingo, 25 de abril de 2010

Conflito

O diferente sempre diferenciado

torna-se diferente quando o diferem,

enlaçando-se na indiferença,

sentindo-se privilegiado com a indiferença

diferente dos indiferenciados.

Vejo dentro de mim luta interna constante;

venço, perco batalhas, brigo, choro, canto,

e não gosto do meio em que vivo,

apenas aceito...

por isso vivo no eterno conflito.


(desconheço a autoria; mas traduz meus sentimentos)

8 comentários:

Verena disse...

Olá Amiga,
Vou ler o livro que vc sugeriu...
Obrigada pela visitinha!!
Um beijinho carinhoso

legalmente loira... disse...

oi querida rosa carioca ou ana paula rsrs gosto dos dois.
agradeço mais uma vez o selinho faz um bem danado para tudo.seu post conflito é deveras especial.
e quantos conflitos nos deparamos ao passar dos dias.
um abraço com bjos da amiga rita.

Sônia Silvino disse...

Acho que todos nós temos uma luta interna, amiga! Mas de vez em quando precisamos decretar uma pausa.
Bjkas, minha queriiiida!

Valentina Rosin disse...

Vivo isso também praticamente todos os dias, minha amiga!
Bjssssssss!

Pimentinha Brasileira disse...

Eu brigo, grito, reclamo um monte, amiga!
Abraços!!!

Rosa Carioca disse...

Adoro receber vossas visitas. Pois é, se calhar, se vivemos conflitos é porque não somos acomodadas...

Maria João disse...

Ana Paula

O conflito existe sempre dentro de nós, porque nem sempre o que gostariamos que fosse se realiza. Às vezes não gostamos e aceitamos...por um bem maior, o bem comum. Mas aceitar, não é resignar, não é perder o direito de dizer o que é diferente, de deixar de ser indiferente.
Aceitar é ceder, tantas vezes...
Inevitável o conflito dentro de nós, que é tanto maior quanto menor for a resiliência.

Um beijinho

Rosa Carioca disse...

Concordo, Maria João.