Memorial

Companheiros de Pensamentos

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Discurso X Ação

Alguém disse que sou do século passado…
É verdade!
E desde o século passado que ainda não consegui aceitar como algumas pessoas conseguem ter um discurso e agir, completamente, de forma diversa.
Não consigo entender! E porque será?
Talvez porque tive a sorte de ter tido pais que educaram-me através de suas atitudes, de seus exemplos. O modo de vida deles era o “meu caderno de exercícios”.
Nunca os ouvi dizer “faz o que digo e não o que faço”.
Já adulta, quando resolvi praticar uma arte marcial, tive a ”sorte” de conviver com mestres que “praticavam” a filosofia que pregavam. Assim, aprendi que Karatê é para ser “vivido” a cada dia e não, apenas, numa academia.
Ao tornar-me professora, assumi que tinha a responsabilidade acrescida de manter este ensinamento, ou seja, o meu discurso não podia dissociar-se da minha prática.
Infelizmente… sou encarada (por alguns) como uma “ave rara”!
Infelizmente? Não!
Tenho orgulho de permanecer fiel a mim, aos meus princípios, ao meu “discurso”.


Mesmo que seja a única pessoa a não compactuar com o lançamento de balões…



1 comentário:

Mary Brown disse...

Rosa há muito disso neste país. Um discurso correcto mas depois...não passa disso. Beijinhos