Memorial

Companheiros de Pensamentos

sábado, 12 de novembro de 2016

Adeus, Kibon.




Para alguns, foi apenas um cão. Para outros, como eu, foi um CÃOpanheiro de 16 anos e 3 meses.

Alguns nunca entenderão porque outros, como eu, choram a morte de um animal.

Nem vou me dar ao trabalho de explicar porque alguns nunca irão entender.

No entanto outros, como eu, choram a morte do Kibon.

Mas este choro vai parar porque vou apenas relembrar todas as peraltices que ele fez, todas as lambidelas que deu, todas as peripécias que vivemos juntos, a grande companhia que proporcionou às pessoas que o amaram.

"Amor? Mas alguém ama um cão?" (dirão alguns.)

Sim, responderão outros, como eu, porém nunca amaremos tanto quanto nos amou.

SERÁS SEMPRE O MEU "KIBON LINDO"
E OBRIGADA POR TERES SIDO
UM BOM E GRANDE CÃOPANHEIRO!

6 comentários:

✿ chica disse...

Tão triste perder esses amigos.Ainda não me recuperei da perda da nossa CUCA,há 3 meses...Deves estar cheia de saudades do KIBON@ bjs, chica

Graça Sampaio disse...

Minha querida, como a compreendo!!! Quando perco um dos meus gatinhos (este ano morreu-me uma e a mais velha desapareceu como nunca tinha feito) é uma tristeza indescritível. E nunca se esquecem.

Beijinhos solidários.

ღ Magda ღ disse...

Meus sentimentos...Sei muito bem o tamanho de sua dor. Somente quem ama esses anjos podem compreender o vazio que eles deixam em nossas vidas.
Linda homenagem ao Kibon ♥
Um abraço com muito carinho.

Margarida disse...

bjs. nunca se esquecem. mais do que um animal, um cão, um gato, era um amigo que estava ali, nos apoiava e sentia quando estávamos naqueles dias menos bons. ficam as boas recordações.

Maria Rodrigues disse...

Rosa, lamento imenso a morte do seu cãozinho KIBON, eles são muito mais do que animais de estimação, eles são nossos amigos e fazem parte da família, pelo que quando partem a dor será certamente muito grande.
Ficam as lembranças para aliviar a saudade.
Um grande beijinho
Maria

Mary Brown disse...

Rosa imagino o que sentiste e eu vivo com medo de perder os meus cãespanheiros. Quem não consegue amar um animal. que vive só para nós, não consegue amar nada nem ninguém. Não consigo imaginar-me sem eles. Cada um com o seu feitio e a sua beleza. Beijinhos