Memorial

Companheiros de Pensamentos

domingo, 17 de janeiro de 2010

"Bitcho Bravo" - Ricardo Rodrigues

Pedi ao colega bloguista Nuno Anjos Pereira permissão para colocar neste meu cantinho, a sugestão de um livro que deve ser muito interessante. Será a minha próxima aquisição.
“O português que viveu 10 anos com lobos. Reportagem de Ricardo Rodrigues sobre a arrebatadora história verídica do biólogo Francisco Álvares, 34 anos, que foi para a região do Barroso estudar durante dez anos as alcateias da região. Nas palavras do autor, Francisco Álvares “foi-se tornando cada vez mais bitcho bravo. Durante uma década, os lobos apresentaram-lhe paisagens de sonho e cumplicidades raramente permitidas pelo meio selvagem. Acarinhou crias, quase adoptou alguns adultos.” É uma extraordinária reportagem feita livro. Dois dias chegam para a ler, é tão intenso que não permite paragens. Retrata o nosso Portugal profundo de uma forma muito simples e autêntica, fez-me recordar as histórias que o meu avô contava acerca dos lobos e dos seus mitos, mas da mesma forma que ele o fazia: intensa, genuína, natural e quase que parecia verdade, e eu sou Ribatejano. Pelo livro fiquei a saber a verdade tanto a esse respeito, da nossa tradição oral, como a nível científico sobre o Lobo. “Bitcho Bravo” não é um livro: é um legado histórico! Deveria ser de leitura recomendada. Incrivelmente foi encontrado pela minha esposa num monte de livros amalgamados dentro de uma caixa metálica numa promoção de supermercado.
“Bitcho Bravo – Rodrigues, Ricardo
A década dos lobos transmontanos. A incrível história do português que viveu 10 anos com lobos. Ainda que algumas pessoas o tratem por Dr. Francisco, todos o conhecem como Chico dos Lobos. Às quatro da manhã, hora em que o Barroso embala em sono profundo, Francisco sobe muitas vezes os montes sozinho para falar com os animais. Trepa para o alto de um penhasco, e com as mãos em concha e começa a uivar. Os lobos respondem-lhe.”
Página 47: “É-lhe mais fácil pôr-se do lado da facção menos óbvia, a dos animais. «O lobo é um resistente, tem conseguido sobreviver a todos os cercos que lhe fazem. Foi o homem que lhe invadiu o território e não o contrário.» Assim é, um fóssil vivo que encontrou nas populações humanas o primeiro predador.”



">

2 comentários:

Rita Caissotti disse...

Aqui está um livro que também eu vou querer comprar.Sem dúvida um excelente livro. Obrigado aos dois,pela partilha :))

Beijinho

Rita ;)

Sofá Amarelo disse...

Ora aí está um trabalho que eu gostaria de ter... não sei se me aguentaria tantos anos lá mas não me importava de tentar.

Beijos e abraços do Sofá Amarelo!!!