Memorial

Companheiros de Pensamentos

sábado, 8 de outubro de 2011

Amor de Filho

Um aluno tinha a sua avó em coma.
A Professora notou a sua tristeza e chamou-o, à parte, para que ele pudesse desabafar, para que se sentisse à vontade para chorar.
Conversaram, ele chorou bastante, desabafou. A Professora disse-lhe que sempre que sentisse necessidade de ficar só, podia retirar-se da sala de aula.
No dia seguinte, era o funeral da sua avó. Ele compareceu à escola. Participava das atividades desenvolvidas.
A Professora, discretamente, observava-o. Sabia que, muitas vezes, o seu pensamento viajava para fora da sala de aula, para fora da escola.
(imagem tirada da net)
Sua tristeza era visível.
A certo momento, ele levanta-se de seu lugar, dirige-se à Professora e pede se pode retirar-se por um momento.
A Professora autoriza.
Mas ele ainda tinha um favor a pedir:
“Não telefone à minha mãe, dizendo que estou muito triste. Ela está sofrendo muito. Não quero que também sofra por mim.”
Esta criança de 9 anos, apesar da sua enorme dor, estava preocupada com o sofrimento de sua mãe. Amor de filho.
É claro que a Professora não ligou à mãe; porém teve que fazer um enorme esforço para continuar na sala de aula, firme.
Devia ser proibido Criança Sofrer!

13 comentários:

Luís Coelho disse...

Este não é uma criança de nove anos.`
É um adulto com uma coragem de fazer inveja a muitos homens que não sabem controlar-se.

Blog da Rutha disse...

Feliz Dia do Professor ! Uma professora dedicada é assim mesmo, entende e apoia seus alunos em todos os momentos. Este menino parece muito maduro para a idade, é triste sofrer mas a vida é assim, cheia de provações. O sofrimento dele mostra que existe muito amor em sua família e espero que a avó se recupere logo.
Beijos
Laís

Severa Cabral(escritora) disse...

Texto fenomenal e reflexivo...muito construtivo...aplausos...
Bom domingo!

Maria disse...

Amiga Rosa uma criança com um coração gigante.
Bom fim de semana
beijinhos
Maria

Pepi disse...

Emocionante e reflexivo texto.
Também fui abençoada com filhos maravilhosos que se preocupam muito comigo.
Tenha um lindo dia e tudo de bom.
Beijinhos carinhosos de
Verena e Bichinhos

Claudia disse...

Esse mesmo aluno, na noite em que a avó faleceu foi com a mãe até á janela escolher a estrela que representaria a avó. Depois de uns segundos de indecisão perguntou se em vez de uma estrela poderia escolher a Lua... Ele explicou-se:
"- As estrelas confundem-se umas com as outras e em noites de nuvens nem se vêem. A Lua está sempre lá. Ás vezes de manhã ainda se vê!"
No dia do funeral da avó, precisamente na hora em que a mesma descia á terra, ligou á mãe e disse-lhe:
"- Estás bem? Lembrei-me de ti e de repente senti uma tristeza muito grande... Estás triste mãe?"
A mãe proferiu algumas breves palavras disfarçando o melhor que pode o pranto de choror em que se encontrava naquele momento. O seu filho sentia-lhe a tristeza mesmo a 450 Km de distância, como se encontravam naquele momento...

O meu filho é realmente uma criança muito especial. Mas na sua curta vida tem tido a sorte de se cruzar com outros serem não menos especiais. Amigos, Colegas, Pais dos Colegas e professores, nomeadamente esta professora, que tem realmente um dom muito especial. O dom de conseuir ler os olhos e suspiros dos seus alunos. O meu filho, assim como todos os seus colegas são uns previligiados por a terem encontrado.
Beijos

Maria disse...

Amiga passei para deixar um miminho, hoje deixei no meu cantinho “SELINHOS – Presentes dos AMIGOS” - http://maria-selinhos-presentesdosamigos.blogspot.com/2011/10/selo-de-qualidade-este-blog-e.html - um miminho especial é o “Selo de Qualidade”, o seu cantinho merece pois é um espaço encantador.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria

Fê-blue bird disse...

Um texto que me emocionou, estou plenamente de acordo contigo minha amiga.Criança nunca devia sofrer!

Gostaria que passasses no meu blogue "Só te peço 5 minutos" tenho uma pequena surpresa para ti, espero que gostes :) foi feita com todo o meu carinho e amizade.

beijinhos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Lindo texto
embora triste...

Crianças
não deviam sofrer,
pais não deveriam
morrer,
professores nunca
deveriam ser machucados...


Que os sonhos te habitem
o coração, sempre...

Maria João disse...

Dentro do coração dos filhos, bate o coração das mães. Uma anastomose uterina que se eterniza na cumplicidade dos dias.
São grandes todos os meninos. A humanidade não tem no palmo a medida. Por isso é que a dor, como parte da revelação da existência, faz com que alguns meninos, sejam maiores ainda.

Um beijinho
Um bom ano de trabalho!!

RSM disse...

Mais palavras para quê?

Gostei muito do seu blog, venho " da parte" da Fê, e irei voltar!

Boa semana para si!

Sônia Silvino disse...

Concordo contigo!!!!
Beijocas, minha amiga querida!

TEREZINHA disse...

ANA

CONCORDO COM VOCÊ, CRIANÇA NÃO DEVERIA SOFRER, ENTRETANTO É ATRAVÉS DA DOR QUE APRENDEMOS A SER MAIS FORTES.

E QUANTO MAIS CEDO COMEÇARMOS A ENTENDER AS DIFICULDADES DA VIDA, MENOS TEMPO DE TERAPIA PRECISAREMOS NO FUTURO!!!!!

BEIJOS DA TEREZINHA DO BRASIL!!!!!