Memorial

Companheiros de Pensamentos

domingo, 6 de junho de 2010

Arraiolos





Este fim de semana fomos dar um pulinho a Arraiolos, para ver "O tapete está na rua".

Antes passámos por Grândola, almoçamos perto de Melides onde fizemos uma pequena "sesta" entre os pinheiros, ouvindo os pássaros.

Já é a segunda vez que visitamos Arraiolos, esta vila alentejana, pelo mesmo motivo, e não me canso de admirar verdadeiras obras de arte.

É muito interessante ver os vários "quadros vivos" que representam os passos para chegar a um lindo tapete.

Desta vez, também visitámos uma exposição de altares dos santos populares (que eu chamo de "tronos", também faço o meu, cá em casa), na Igreja da Santa Casa da Misericórdia.

Como ninguém é de ferro, provámos uns doces conventuais, verdadeiramente, divinais; e comemos uns caracóis (pronto, lá vão as minhas amigas brasileiras torcer o nariz...), acompanhados por uma cervejinha preta.

Mais um momento simples mas mágico, pois é sempre bom aproveitar a companhia daqueles que amamos.

A seguir, algumas notas sobre esta vila, retiradas da net.

"A vila de Arraiolos é sede de município. A vila fica localizada cerca de 20 km a noroeste de Évora.

Em termos de património, salientam-se o castelo (do século XIV), a igreja de Senhor dos Passos (reconstruída no século XIX), o pelourinho (do século XVII), a igreja de Santa Ana do Campo, a igreja da Misericórdia (início do século XVI), o solar da Sempre Noiva (séculos XV e XVI) e o convento dos Loios (a quinta do convento foi doada em 1526 aos frades de São João Evangelista, que no ano seguinte iniciaram a construção do convento; no seu interior encontram-se azulejos, com data de 1700, assinados por Gabriel Barco).

Arraiolos é um município famoso pelos seus tapetes, cujo fabrico remonta talvez ao século XVII.

A fundação desta vila é atribuída, por uns, aos galo-celtas, no século IV a. C., sob o nome de Calantia, e, por outros, aos sabinos, tusculanos e albanos, que viveram nesta área, antes de Sertório, no ano 200 a. C., governados por um capitão grego Rayeo, daí derivando o nome Rayolos e, depois, Arrayolos. Com a chegada dos povos nórdicos, esta cidade foi destruída e despovoada.Em 1217, D. Afonso II doou a vila de Arraiolos ao bispo de Évora, concedendo-lhe licença para aí construir um castelo, que não chegou a ser edificado. D. Afonso III recuperou a vila para a coroa e D. Dinis reconstruiu-a, erguendo o seu castelo e concedendo-lhe foral em 1310. D. Fernando I doou a vila de Arraiolos a D. Álvaro Pires de Castro, irmão de D. Inês de Castro, e D. João I doou a vila ao condestável D. Nuno Álvares Pereira. Em 1511 recebeu novo foral de D. Manuel I.

Durante as Guerras de Independência, os espanhóis tomaram esta vila e incendiaram o castelo."



video

19 comentários:

Andrea Sassaki disse...

Olá! Vou passar aqui sempre!!! Um beijo e obrigada por visitar meu blog!

blogdaSerenadog disse...

Que paisagens e tapetes maravilhosos! Portugal deve ser lindíssimo.
Lambidas carinhosas.

jefhcardoso disse...

Gosto da maneira como narra as coisas. É tão romantico e apaixonante. Parabéns! Tudo isso me deixa ainda com mais vontade de conhecer estes lugares.


Abraço do Jefhcardoso

Pérola disse...

Que passeio delicioso rsrsrsrsr.
Amei,quer saber?Viajei rs.
Muiiiiito bom.
Beijos e muito obrigado pela visita.

Rosa Carioca disse...

Andrea: Obrigada pela visita. Amei seu blog.
Serena: É lindo, sim. Pede para a dona vir visitar...
Jefh: Obrigada pelas palavras.
Pérola:Grande beijinho.

Sônia Silvino disse...

Boa noite!!!
Vim retribuir o teu carinho de sempre!
Que delícia de passeio, amiga! São coisas simples que nos dão tanta felicidade, não é mesmo?
Que a tua semana seja maravilhosa!
"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram,
mas na intensidade com que acontecem.
Por isso existem momentos inesquecíveis,
coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis".(Fernando Pessoa)
Bjkas, muuuitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas, um só coração!

legalmente loira... disse...

oi rosa,
que lindo passeio (estou de viagem marcada para portugal no final de outubro (e a segunda fez que vamos adoramos ai)
Sempre me vem milhares de pensamentos e emoções quando leio suas palavras.
amei o video...
otima semana com bjos.

Sofá Amarelo disse...

Gosto muito de Arraiolos. Passo lá amiúde quando vou a caminho da terra da minha mãe. Além dos tapetes, Arraiolos tem ruelas brancas em que dá gosto passear e um castelo descampado com uma vista magnífica onde dá para espraiar os olhos e a alma!

Fê-blue bird disse...

Conheço bem Arraiolos.
Uma terra calma, branquinha e linda!
Sou fã dos tapetes de Arraiolos e tenho vários em casa.
Um beijinho

Carlos Albuquerque disse...

Conheço bem Arraiolos!
Já lá fomos diversas vezes, admirando os tapetes e tudo o resto. Até uma pequena oficina de artesanato em madeira descobrimos. As peças que ali encontrámos são autênticas obras de arte, adquirimos algumas. Numa das visitas minha mulher olhou para um belo tape de Arraiolos e disse: vou fazer um igual. Tratou de arranjar moldes, estudou a "manufactura" e de tal afã nasceu, meses depois, um obra-prima, que vive no chão da entrada de nossa casa dando as boas vindas a quem chega!
O nosso Arraiolos é único, pois então!
Quanto aos doces conventuais, não lhes resistimos. Alguns fazem sempre parte da bagagem de regresso, como, igualmente, a paisagem alentejana a que queremos sempre voltar.
No Alentejo vimos nascer uma parte de nós - um neto, que vive onde os romanos ergueram o Templo de Diana.
Gostei de ler esta descrição do "pulinho" a Arraiolos.
Um abraço.
--
PS - Não são só as amigas brasileiras que torcem o nariz aos caracóis, nós também o fazemos:)

Maria João disse...

Passei por Arraiolos há uns anos, mas conheço bem o trabalho extraordinário das obreiras dos tapetes. Todo o trabalho artesanal tem um valor cultural e patrimonial enorme e, infelizmente, tem sido muito esquecido por quem de direito. Não basta fazer feiras e exposições. É preciso dar incentivo àqueles que ainda vão podendo ensinar e aos mais novos para que dse interessem por aprender.

Beijinhos

DrFunkenstein disse...

Ai, ai! Que saudades desses passeios romântico...Caracóis, cervejinha preta...Eu também quero!
Com 2 pirralhas (fofinhas) atrás o dia todo, nem sempre há lugar pra esse romantismo. Cresçam filhas, cresçam!!!!

Pepi disse...

Olá Rosa,
Passamos para fazer uma visitinha
Tem selinho para você
Passe lá para pegar...
Lambeijos e Ronrons
Pepi e Xixo

Rosana disse...

Bom dia moça bonita, sabe que adoro passar por aqui e compartilhar desses seus momento simples e mágicos, de felicidade e alegria? A como é bom sentir sua alegria em relatar esses momentos a todos nós, lhe sou grata por isso, é sempre um grande presente, beijos em seu coração e um lindo final de semana.


Rosana Morena.

Anne Lieri disse...

Rosa,que encantadora sua terra!Meu avô materno nasceu no Minho.Amo Portugal!Lindas imagens!Bjs,

Pérola disse...

Muito obrigado pela visita.
Um beijo grannnnnnnnnnnde

legalmente loira... disse...

oi rosa,
lindo arraiolos!

lindo final de semana...
volto na segunda-feira.
bjos com carinho.

Sônia Silvino disse...

Vim retribuir o carinho e a atenção da tua visita!
Tenha um lindo Dia dos Namorados!!!
Nunca desista do amor: ele faz milagres!
Bjkas, muuuuitas!
Sônia Silvino's Blogs
Vários temas, um só coração!

Rosa Carioca disse...

Fico sempre super feliz quando recebo vossos comentários. É muito bom saber que há partilha. Obrigada a todos.