Memorial

Companheiros de Pensamentos

domingo, 16 de maio de 2010

Dia da Espiga



O Dia da espiga ou Quinta-feira da espiga é celebrado no dia da Quinta-feira da Ascensão com um passeio matinal, em que se colhe espigas de vários cereais, flores campestres e raminhos de oliveira para formar um ramo, a que se chama de espiga. Segundo a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada, e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.
As várias plantas que compõem a espiga têm um valor simbólico profano e um valor religioso. Crê-se que esta celebração tenha origem nas antigas tradições pagãs e esteja ligada à tradição dos Maios e das Maias.
O dia da espiga era também o "dia da hora" e considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que não se devia trabalhar. Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, o meio-dia, em que em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda e as folhas se cruzam". Era nessa hora que se colhiam as plantas para fazer o ramo da espiga e também se colhiam as ervas medicinais. Em dias de trovoadas queimava-se um pouco da espiga no fogo da lareira para afastar os raios.
A simbologia por detrás das plantas que formam o ramo de espiga:
Espiga – pão;
Malmequer – ouro e prata;
Papoila – amor e vida;
Oliveira – azeite e paz;
Videira – vinho e alegria e
Alecrim – saúde e força.
(fonte: Wikipédia)
E lá fui eu, com o maridão, para o campo, colher os elementos necessários para fazer o nosso raminho de espiga. Uma tradição saudável.
Gostei de ver, um ou outro avó, na companhia de seus netinhos, a fazer o mesmo.
Para muitos, momentos como este, não têm graça nenhuma. Para mim, é mais um momento para aproveitar a companhia de alguém que mora em nosso coração, admirar a Natureza, curtir a Vida.
(E com este post, cheguei ao 100º. Quem diria!!!)

10 comentários:

Sônia Silvino disse...

Parabéns!!!
Adorei aprender coisas novas hoje graças ao teu post!
Bjsssss!

Dora Regina disse...

Interessante Rosa, não conhecia o Dia da Espiga.
Obrigada pela partilha!
Um grande abraço!

Maria João disse...

As tradições, para além de incluirem saberes que atravessaram os tempos incluem valores importantes que devem continuar a ser transmitidos às novas gerações, sob pena de se perder informação importante para a compreensão das nossa vivências e evolução, enquanto sociedade.
Os mais velhos, como por exemplo os avós, mas não só, têm esse dever para com as novas gerações.
Também eu me lembro do dia da espiga e de fazer o raminho que ficava pendurado na parede da cozinha, por cima da porta e, dizia a minha mãe, assegurava que durante todo o ano não nos faltasse o sustento.
Transmiti isso à minha família e sei que pelo menos a minha irmã, tem um raminho lá em casa, feito pela filha.

Um beijinho e...um abraço enorme pelo teu carinho

Notas & Notícias disse...

Pelo menos aqui no Brasil não conheço tal tradição. Muito interessante e informativo seu blog.

Bj

Fatucha disse...

São momentos assim que nos enchem o coração de alegrias! e parabéns pelo 100 post, continua! bjs

Rosa Carioca disse...

Fico feliz por terem gostado deste post.
E obrigado pelos parabéns.

. disse...

Olá, Rosa! :)

Eu não conhecia o "Dia da Espiga", mas é uma tradição bastante interessante. Assim como você, eu também adoro a natureza, principalmente, as flores. Serei frequentadora deste espaço tão acolhedor! ^^

Agradeço a visita e as palavras gentis!

Beijinho,
Ane

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Este ano até me esqueci da quinta-feira da Espiga!

Anne Lieri disse...

Rosa,parabéns pelo centésimo texto!Achei muito interessante o significado da festa do milho!Uma bela postagem!Bjs,

Xixo e Pepi disse...

Olá Rosa,
Obrigada pela visitinha e o carinho...
Mil beijinhos
Tenha uma abençoada noite
Verena