Memorial

Companheiros de Pensamentos

quinta-feira, 26 de março de 2015

Parabéns, sempre!

Quando me perguntam quando o meu pai faleceu… sei o ano (2000) e o mês (agosto) mas, quanto ao dia, tenho que fazer um enorme esforço e, mesmo assim…
No entanto, lembro perfeitamente o dia do seu nascimento: 26 de março de 1927.
Será que isto quer dizer que não me importo com a morte?
Não será bem não me importar, mas uma das muitas coisas que aprendi com ele, é que temos que valorizar cada dia da nossa VIDA.
E por falar em coisas que ele me ensinou, ui, foram tantas, tantas frases, pensamentos, respostas, que permanecem na minha memória e (por incrível que possa parecer) vejo-me repetindo-as.
Apenas para citar umas poucas:

- Não nasceste rica. Terás que trabalhar, porém não escolhas a tua profissão porque está na moda ou porque dá status ou porque é “fácil”. Isso não importa. Escolhe aquela que irá dar-te o prazer de levantar a cada dia para ires trabalhar. A pior coisa que pode existir, é ires para o trabalho já revoltada, com mau humor. Escolhe aquela que, mesmo ficando cansada, te deixe feliz.

- Não te vou dizer para não beberes. Só te peço duas coisas: não mistures bebidas e NUNCA deixes o teu copo sozinho. (o mais engraçado é que só bebia com meus pais e, agora, só bebo com meu marido)

- O teu avô (paterno) morreu com enfizema pulmonar devido ao cigarro. Eu, apesar de ver o seu sofrimento, fumo quatro maços de cigarros, por dia. Sim, sou burro. Agora, cabe a ti, tomares uma atitude inteligente. (nunca fumei)

- Nunca tenhas vergonha se te apontarem o dedo e dizerem “aquela é pobre”. Ergue a cabeça, pois isso não é vergonhoso. Vergonha, seria, se dissessem que roubas, enganas ou tens duas caras!

- Não me importa se as tuas colegas vão ali ou acolá. Elas não são minhas filhas. Tu és!

- Não te exijo que sejas a melhor da turma. Exijo, sim, que sejas a melhor para ti.

(quando eu andava na escola primária, um dia perguntei-lhe o que ia ganhar se passasse de ano, pois minhas colegas iam receber prendas de seus pais)
– Nada. A tua profissão é ser estudante. O teu pagamento são as tuas notas. Da mesma forma, que vês como fico feliz ao trazer, ao fim de cada mês, o meu salário, espero que fiques feliz ao passar de ano, pois nós ficaremos.
(Verdade seja dita que, mesmo nunca prometendo recompensas nem prendas, ao fim de cada ano, eu sempre ganhava um livro em cuja dedicatória, escrita por meu pai, constava “Parabéns pelas boas notas. Continua a ser essa aluna aplicada. Com orgulho, teus pais.)

(quando ainda era adolescente) - Minha menina, espero que saibas que ainda és muito nova para namoros. Mais importante que namoricos, é o estudo!

(Um diálogo algumas vezes repetido, até que desisti de perguntar:)
- Pai, o que significa (uma qualquer palavra)?
- Procura no dicionário.
- O pai não sabe?
- Sei.
- Então porque não diz logo?
- Se eu disser, amanhã vais perguntar outra vez. Se tu procurares no dicionário, para além de aprenderes como procurar, "essa" palavra nunca mais vais esquecer.

(Quando eu fazia parte de um grupo de violões, no fim das atuações, meu pai nunca me aplaudia, enquanto que minha mãe até ficava em pé. Perguntei-lhe o porquê dessa atitude dele.)
- Não sou eu que tenho que aplaudir minha filha. Para mim, tocas muito bem. O prazer é ver os outros aplaudirem-te.

- Não esperes uma determinada data para mimares alguém. Sempre que puderes, dá um miminho. Se quiseres elogiar alguém, elogia. Não esperes por um momento especial. Faz tu, o momento especial.


E tinha tantas, tantas mais mas, uma das que acredito que é muito importante, é que ele fazia o que dizia. O seu discurso não era diferente das suas ações. Não eram apenas belas palavras da boca para fora, não. Para ele não existia "faz o que eu digo, não o que eu faço".
Precisamos de mais atitude e menos discurso!

18 comentários:

ॐ Shirley ॐ disse...

Que atitudes lindas tinha o seu PAI, Rosa...
Beijos e muita paz!

✿ chica disse...

Que beleza isso! Acabei de ler pro meu neto! Lindíssimos ensinamentos! Ficaram em ti marcados! Beleza! bjs, chica

Ana Raquel disse...

Lindo texto para um pai orgulhoso!

Graça Sampaio disse...

Belas memórias... Tanto aprendemos com os nossos pais!!

Beijinhos

Lau Milesi disse...

Olá, boa noite. Com licença,estou chegando.
Muito lindo o seu post!!
Estou impressionada! Ao visitar a poeta Zilani, vi seu nome e cliquei Qual não foi a minha surpresa ao ver essa bela homenagem ao seu querido pai. O meu saudoso e querido pai virou estrelinha,partiu num fatídico 26 de março.
Boa noite.
Um abraço e parabéns pelo blog!

Zilani Célia disse...

OI ROSA!
TEU PAI ERA UM SÁBIO MESMO.
COMO É BOM PODERMOS RECORDAR ESTES "QUERIDOS" COM CARINHO MAS, MAIS DO QUE TUDO COM A ADMIRAÇÃO QUE SENTIMOS NUTRIRES POR TEU PAI, COMO EU AINDA NUTRO E LEMBRO DO MEU QUE TAMBÉM ERA MUITO SÁBIO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Nossa, muito lindo o que escrevestes, querida
O seu Papai era uma pessoa sábia!
Te desejo um Feliz Páscoa, amiga
Deixo um forte abraço e mil beijinhos.
Verena e Bichinhos

Fê blue bird disse...

Amiga Rosa, partilhaste connosco um Homem e um Pai muito especial, obrigada por este momento tão comovente e por seres o orgulho dos teus pais.

beijinho comovido

Regina Rozenbaum disse...

Belíssimos ensinamentos. Aliás, essa é a maior herança que nos deixam...e assim podemos perpetuar a presença deles eternamente.
Beijuuss

Maria Rodrigues disse...

Sábias palavras e conselhos.
Os nossos pais podem ter "partido" mas estão eternamente no nosso coração.
Beijinhos
Maria

Marcia Pimentel disse...

Olá,
Gostei muito da sua postagem. Eu também perdi alguém que amo muito, minha mãe. É uma saudade que fica para sempre. Muito bonita a forma como você lembra o seu pai.

Estou seguindo o seu blog. Convido-a para conhecer o meu.
http://marcia-pimentel.blogspot.com.br/2015/03/novo-livro-karine.html
Bjo

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Recordações que nos ficaram gravadas.
Não sei repetir as palavras do meu pai.
Guardei a sua simplicidade e força de viver.
Não se lamentou por ser pobre.
Lutou para ter mais do que o pão de cada dia e deu aos filhos e a toda a família e à sociedade uma palavra de esperança, uma presença de amor e uma vida de respeito.

Mary Brown disse...

Rosa desculpa não passar por aqui mas, ultimamente, não consigo ter tempo ou vontade, chego a casa tão cansada que só me apetece dormir, mas hoje resolvi fazer-te uma visita, embora breve, e encontro um post com um tema que há muito me anda a fazer pensar: a morte de alguém querido. Deve ser duro, tão duro que até esqueceste o dia, eu esqueço quase tudo que me magoa profundamente. Tiveste um excelente pai, pelo que li, nem todos podem recordar o seu desta maneira, como alguém amigo, conselheiro e companheiro. Beijinhos

lia disse...

Oi Rosa eu tb nem sempre lembro a data q morreu, parece um bloqueio querendo dizer que não queria que ele se fosse tão cedo: 72 anos apenas, mas o tumor cerebral acabou com ele.
Mas teus questionamentos estão muito bons, reflexivos , gostei. Boa semana e carinhoso abraço agradecendo tua visitinha.

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Rosa.
Chegando por aqui agora por acaso, ficando emocionada com os belos ensinamentos do seu sábio Pai. Essa partilha pode modificar vidas, fazer pais educarem seus filhos de uma maneira mais consciente. li para alguns familiares e todos foram unanime em dizer que lindo, realmente belo. Um feliz dia. Abraços.

Fê blue bird disse...

Páscoa é a renovação da vida e com ela a esperança de um mundo melhor. Desejo-te amiga uma Feliz Páscoa!
beijinho com carinho

João Roque disse...

Pai é pai e tem sempre razão na forma de expressar o seu amor...

Poções de Arte disse...

rsrs... ouvi muito dos meus também "não importa o que os outros fazem. Eles não são meus filhos, vocês são e eu os educo!".
Nem ousávamos chantagear notas com presentes, pois minha mãe sempre disse "a única coisa que vocês tem que fazer é estudar, então não admito notas vermelhas e tão pouco reprovação!".
Hoje em dia, qta diferença... qto suborno...

Tô emocionada com seu relato, pois vejo no seu paizinho (que Deus o tenha), os meus pais. Suas atitudes nunca foram diferente de suas palavras e aprendemos a ser humanos.

Abração esmagador.