Memorial

Companheiros de Pensamentos

sábado, 22 de janeiro de 2011

Tejo brinca. Kibon observa.


O Tejo e o Kibon receberam presentes das Amigas do Brasil: 2 ossos (um verde e outro amarelo).
Era suposto que fosse um osso para cada um mas o "grandão" tomou posse dos dois, apesar de gostar mais do verde. (E há quem diga que eles não distinguem cores. Será?)
Enquanto o Tejo brinca, à farta, o Kibon observa. O que será que ele pensa?
"Brinca à vontade, pois eu também brinquei muito quando era criança. Agora, sou um senhor que tem que se dar ao respeito."

Da minha parte, gosto de ver o companheirismo, a paciênia, a cumplicidade, destes cães.
Acredito que, se alguns seres chamados de "humanos", dedicassem uma parte da vida a observar certas atitudes "animais", tornar-se-iam verdadeiramente HUMANOS.

Dúvida?



Olhando esta "pose", fiquei com uma grande dúvida.

Esta posição quer dizer qual das seguintes opções?

"- Dona, olha como a minha barriguinha ficou linda depois de comer aquela pecinha do teu puzzle!"
Ou...
"-Dona, olha como a minha barriguinha está vazia. Vês? Não comi nenhuma pecinha do teu puzzle."

E agora? O que devo pensar?


(Acho que o Kibon sabe a resposta...)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Lado positivo de um abcesso dentário


(Puzzles já realizados.)

Como devemos ver sempre o lado positivo de tudo que nos acontece, lá vai.
O lado positivo de ter sido visitada por um valente abcesso dentário fez-me retomar uma tarefa prevista para este ano: fazer o puzzle há muito tempo adquirido.
Gosto muito das fotos de Anne Geddes e já fiz outros puzzles baseados nas suas fotos.
É claro que quando estava a fazê-los, ainda podia contar com a minha grande parceira: minha Mãe, uma amante deste hobby. Mas mesmo não podendo contar com ela, fisicamente, vou seguindo as orientações que sempre me dava e a “moldura” já está concluída. Agora SÓ falta preencher TODO o interior!
Já aconteceu um pequenino acidente: algumas peças caíram no chão e… tomara que o Tejo não tenha comido nenhuma!

E que, no fim, fique assim...

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Agora é que tem que ser!



Pronto! Agora vou ter mesmo que visitar o Sr. Dr. Dentista.
Visitou-me um valente abcesso e vou estar uma semana de "molho", a antibiótico e analgésico.
Não tenho más recordações de dentistas, mas confesso que não me sinto muito à vontade de sentar naquela famosa cadeira e de ouvir todos aqueles barulhinhos...
Uso o argumento "financeiro" para ir adiando as visitas periódicas mas... agora lá terá que ser.
Pelo menos, o odontologista é bem humorado, paciente e cuidadoso.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Mais um mimo e um desafio

Este selinho foi oferecido pela companheira de pensasentimentos de Bichinhos Amados, com o seguinte desafio: Responder a umas perguntas:
1-Quando começou o blog? Comecei o blog em 26 de Fevereiro de 2009.
2-Qual a intenção de o fazer? Ter um espaço onde pudesse desabafar, partilhar sentimentos e pensamentos.
3-E o seu objetivo agora é? O mesmo.
4-Vai ao blog regularmente ou quando? Vou ao meu blog sempre que tenho algo para "botar" cá para fora.
5- O que você gosta de ver em blogs, em geral,e no seu em particular? Gosto de visitar blogs que, de certa forma, partilham os meus sentimentos, pois ajudam a perceber que não estamos sós. No meu blog, adoro receber os comentários.
6-Qual é o seu favorito? Não cometerei essa injustiça, o de indicar O favorito; pois tenho muitos.
7-O que não gosta de ver nos blogs? Ainda não encontrei nada que me tenha desagradado.
8-Como vê o seu blog em progresso ou crescimento em 2011? Tenciono que este "lugar" de partilha continue a receber visitas e a receber comentários.
E o Selinho vai para:

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Para lembrar mais tarde

Hoje, a minha turma de 3º ano recebeu a visita da Guarda Nacional Republicana para uma palestra sobre Bullying.
O guarda captou a atenção da turma e conseguiu que os alunos participassem com perguntas e opiniões.
A certa altura, o guarda perguntou à turma se, alguma vez, tinham sofrido alguma pressão, alguma ameaça de algum colega.
Um de meus alunos, prontamente, levantou a mão para participar:
- Quando eu estava no 1º ano, houve um colega mais velho que queria que trouxesse dinheiro para dar-lhe.
Ao que o guarda questionou:
- E tu? O que fizeste? Contaste aos teus pais?
E o meu menino, com a cabeça bem erguida, respondeu:
- Não. Contei à minha professora. Ela falou com o meu colega e ele nunca mais me chateou.

(O que mais me impressionou é que já não me lembrava desta situação. Mas o meu aluno não esqueceu...)

domingo, 9 de janeiro de 2011

Tempo de Antena



Ando me sentindo um pouco enjoada. Os meus enjôos surgem durante as campanhas eleitorais.
Estou enjoada de ouvir sempre as mesmas "conversas fiadas".
Estou enjoada de ver sempre as mesmas cenas.
Estou enjoada de ver sempre as mesmas visitas às feiras, mercados, passeios pelas ruas.
Estou enjoada de só se lembrarem da "gente" nestas alturas.
Estou enjoada de só terem as soluções para os problemas sociais nestas campanhas.
Estou enjoada... e estou descrente de que haja remédio para o meu enjôo.

sábado, 8 de janeiro de 2011

Depois da tempestade...


Hoje fomos dar uma voltinha por terras do Ribatejo e vimos muitas terras alagadas.
Tem chovido muito, tem chovido forte, tem havido muito vento... Tempestades.
Dizem que algumas terras ficam mais fertéis depois de permanecerem alagadas por algum tempo.
Quando passávamos por uma ponte, vi este tímido arco-íris. Pensei que o mesmo acontece com nossas vidas.
Quantas vezes passamos por fortes tempestades emocionais. Quantas vezes ficamos completamente alagados de problemas. Quantas vezes somos empurrados por ventos sentimentais, para direções tão contrárias aos nossos planos.
Porém, a certa altura, eis que surge um tímido arco-íris que traz uma esperança, uma sensação de ânimo, uma lembrança que a tempestade irá ter um fim.
E tem!
E quando a tempestade vai embora, e o sol aquece a nossa alma, verificamos que nosso corpo está mais forte, que nosso coração está preparado para enfrentar o lindo destino que está à nossa frente.