Memorial

Companheiros de Pensamentos

domingo, 14 de março de 2010

Será que entendi bem?




Li no jornal "Correio da Manhâ", uma declaração do Director Regional de Educação sobre o caso do suicídio do Professor: "... as crianças (?) não podem carregar um sentimento de culpa que será muito negativo nas suas vidas..."

Eu não devo ter entendido bem. Os alunos de uma turma desrespeitam, maltratam, humilham, agridem um Professor ao ponto deste suicidar-se e, agora, o Professor falecido será o responsável pelo "sentimento de culpa" que esses alunos, por acaso, terão? E ainda por cima, vêm dizer que o Professor é que tinha uma "fragilidade psicológica"?

Não devo estar a perceber nada. Se, realmente, ele tinha essa fragilidade, não houve nenhuma ajuda? E se o Professor, à primeira falta de respeito, reagisse de "outra forma" pedagogicamente incorrecta, o que poderia acontecer? Quanto a isto, não há dúvidas: um processo disciplinar.

Meu Deus, em que mundo vivemos!

8 comentários:

Fatucha disse...

Rosa, não conheço o caso, mas no blogue do Miguel ( lado B da vida) ele colocou lá um artigo de um professor que era vitima de bullying, não sei se seria o mesmo que cometeu suicidio...
Realmente...acho que este caso deveria consciencilizar os alunos, para serem melhores seres humanos...mas n deixa de ser um choque para alguns...

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Um dia destes ainda vai aparecer alguém a dizere que ele é que vilentava os alunos. Já apareceu uma prof a dizer mais ou menos isso...

Verena disse...

Rosa,
Hoje em dia não existem mais "valores"
O problema está aí!!!
Hoje tudo é permitido!!!
Bjkas

Maria João disse...

Infelizmente, Rosa, ouviste bem. Eu ouvi o mesmo e fiquei incrédula como tu. É a continuação da desresponsabilização das crianças e dos jovens pelos seus actos. É a via da permissividade, do educem-se a si próprios. Não iremos longe, não...

Um beijinho e obrigada... sempre, pelas palavras tão gentis, que deixas sempre no meu espaço.

Rosa Carioca disse...

Obrigada pelas visitas e pelos comentários. É muito enriquecedora esta partilha. Bem hajam.

Sônia Silvino disse...

Já vi que acontece no mundo inteiro. Sempre achei que aqui no Brasil, há defesa só para os bandidos. Inclusive, os direitos humanos estão sempre se manifestando em relação aos coitadinhos.
No magistério, o professor é sempre o culpado, o incompetente...
Me aposentei feliz... Só a gente sabe o que os nossos anjinhos aprontam, não é mesmo? Não sinto saudades. Muito triste!
Bjkas, muuuitas!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga.

É este equívoco de não responsabilizar jovens e crianças
que tem produzido gerações
de um egoísmo e irracionalidade,
jamais vistos na espécie humana.

Professores precisam de cuidados.
Mas em todos os lugares,
são tratados com indiferença.
Por isso o número de professores tem diminuído.
Por isso jovens não querem dedicar-se a docência.
Por isso, por maior otimismo que tenhamos
são fracas as luzes no fim do túnel.

Que teu coração seja sempre casa de alegria.

Verena disse...

olà Rosa,
Obrigada pela visitinha!!
Um ótimo final de semana!
Verena,Pepi,Xixo