Memorial

Companheiros de Pensamentos

terça-feira, 31 de maio de 2011

Para lembrar mais tarde


Mais uma "pérola"!
Diálogo entre a Profesora e um seu aluno:

Professora:
- Oh, menino, coloque os seus óculos.

Aluno:
‎- Pois é, com respeito a isso... a professora não vai achar normal ao que eu tenho para lhe dizer... O que acha de alguém que leva os óculos para casa e, simplesmente, não sabe onde os colocou?

Professora:
-Isso não é normal!

Aluno:
- Pois, eu disse-lhe; mas é uma realidade!

(fiquei sem palavras)

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Boa Notícia!



E voltou a vontade de olhar o presente com satisfação e o futuro com esperança!



E voltou a alegria de sentir-se Útil.

sábado, 21 de maio de 2011

Um sábado tranquilo

Resolvi deixar as Provas de Aferição de lado; afinal é sábado e também é necessário “arejar”.
Preparámos a comidinha para fazermos um piquenique e rumámos a Mértola, com a intenção de visitar a Feira Islâmica que terminará amanhã.
Antes de chegar a Mértola, passámos por Castro Verde e vimos duas rotundas muito “interessantes”, onde pastavam ovelhas e porcos. Na realidade, eram esculturas perfeitas e que causavam um efeito muito “bem bolado”.
Neste nosso país, cada vez mais brotam as rotundas (= rotatórias) mas algumas são muito bem concebidas: com repuxos, fontes, esculturas, jardins, “ovelhas” e “porcos”, etc.







Chegámos a Mértola e, depois de circular por essa Vila, decidimos 2 coisas:
1º - Não visitar a Feira pois havia gente demais, demais da conta; e
2º - Temos que voltar (quando não houver feira) para aproveitar bem esta linda vila-museu.
Retornámos, enchendo os olhos com as lindas imagens das terras alentejanas.
Adoro o Alentejo. Aquela imensidão de planícies. Observar vacas, ovelhas, porcos, cavalos andando livremente pelos campos. Sensação de liberdade.
A única tristeza que sinto é quando nos deparamos com animais mortos (cães, ouriços-cacheiros, lebres, …) no meio da estrada, vítimas de atropelamento. É mesmo triste… Enfim.
Ainda mudámos um pouco o nosso caminho de regresso, para visitarmos a “Casa das Queijadas”, no Porto Alto, onde encontramos sempre deliciosas novidades de queijadas.





Foi um belo Sábado e, confesso, sem peso nenhum de consciência por deixar as Provas a descansar em cima da mesa.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Oh, não! Outra vez!

Gostava de saber porque a minha sorte só dá para "ganhar" mais trabalho

(pelo mesmo salário)!!!!

Não me importava que, pelo menos, uma vez desse para receber algo diferente... como um prêmio no TOTOLOTO, EUROMILHÔES, SENA... quem sabe???

Enfim... vamos lá enfrentar o "bônus" de 50 Provas de Aferição,

PELA 3ª VEZ!!!!!