Memorial

Companheiros de Pensamentos

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Temporariamente Ausente :(

Gostaria de estar a visitar os vossos espaços mas como, por aqui, estamos no encerramento do ano lectivo, estou LITERALMENTE rodeada de papéis.
Em breve, voltarei a dedicar-me ao meu e aos vossos blogues.

domingo, 13 de junho de 2010

Adoro miminhos

Recebi este lindo selo do "Pepi", do blog http://bichinhosamados.blogspot.com/.
Parece-me que tenho que dizer 9 coisas sobre mim e indicar 9 blogs.

Cá vamos:
- 9 coisas sobre mim:
  1. Sou fiel (aos meus princípios, às minha amizades, nos meus relacionamentos);
  2. Só tenho uma "cara";
  3. Odeio cinismo;
  4. Gosto de estar sempre a "aprender";
  5. Respeito os animais e aqueles que me respeitam;
  6. Sou uma "amante" da Natureza;
  7. Valorizo tudo o que tenho;
  8. Procuro ser uma boa profissional;
  9. Sou "transparente".
- 9 blogs (vou procurar não repetir para "mimar" mais):
  1. http://pontosdevista-ec.blogspot.com/
  2. http://nasasasdosversos.blogspot.com/
  3. http://sairdaspalavras.blogspot.com/
  4. http://liaks25.blogspot.com/
  5. http://algarve-saibamais.blogspot.com/
  6. http://perolamarinha-45.blogspot.com/
  7. http://omeusofaamarelo.blogspot.com/
  8. http://blogdaserenadog.blogspot.com/
  9. http://diariodebordo-diaadia.blogspot.com/

E, mais uma vez, MUITO OBRIGADA pelo carinho.

sábado, 12 de junho de 2010

O meu "Trono"

Como é tradição, (desde pequenina que me lembro), lá montámos o trono de Santo António, com o manjerico e uma vela.
Esta imagem de Santo António, dentro de uma bilha partida ao meio, já está na minha família há muitos anos.
A bilha tem a ver com uma das lendas que contam a respeito deste Santo casamenteiro, pois quando ela se partisse, era o sinal de que a moça encontraria o seu futuro marido.
Sempre me interessei por aprender sobre a vida deste Santo, pois ele é meu padrinho de baptismo.
Há relatos muito interessantes mas, o que é mais popular, é o de ajudar moças a casar. Mas também há o sermão aos peixes, o poder de estar em dois lugares ao mesmo tempo, enfim ...
Hoje, à noite, véspera do Dia de Santo António, pelos bairros, pelas aldeias, pelas vilas, cidades deste Portugal, come-se sardinhas no pão, vê-se marchas populares, dança-se nos bailaricos, pula-se fogueiras e convive-se.

Belezas


E aqui está o "nosso" pintassilgo. Continua a visitar-nos e a brindar-nos com o seu belo canto.
Num de nossos passeiozitos, a caminho de uma das praias das redondezas, eis que meu marido consegue ver este mocho-galego.
Aprendi, com meu pai, a respeitar e a gostar destas aves, a ponto de manter uma colecção de figuras que representam esta beleza.
(É surpreendente como o meu maridão consegue "descobrir" estas coisas lindas...)

domingo, 6 de junho de 2010

Arraiolos





Este fim de semana fomos dar um pulinho a Arraiolos, para ver "O tapete está na rua".

Antes passámos por Grândola, almoçamos perto de Melides onde fizemos uma pequena "sesta" entre os pinheiros, ouvindo os pássaros.

Já é a segunda vez que visitamos Arraiolos, esta vila alentejana, pelo mesmo motivo, e não me canso de admirar verdadeiras obras de arte.

É muito interessante ver os vários "quadros vivos" que representam os passos para chegar a um lindo tapete.

Desta vez, também visitámos uma exposição de altares dos santos populares (que eu chamo de "tronos", também faço o meu, cá em casa), na Igreja da Santa Casa da Misericórdia.

Como ninguém é de ferro, provámos uns doces conventuais, verdadeiramente, divinais; e comemos uns caracóis (pronto, lá vão as minhas amigas brasileiras torcer o nariz...), acompanhados por uma cervejinha preta.

Mais um momento simples mas mágico, pois é sempre bom aproveitar a companhia daqueles que amamos.

A seguir, algumas notas sobre esta vila, retiradas da net.

"A vila de Arraiolos é sede de município. A vila fica localizada cerca de 20 km a noroeste de Évora.

Em termos de património, salientam-se o castelo (do século XIV), a igreja de Senhor dos Passos (reconstruída no século XIX), o pelourinho (do século XVII), a igreja de Santa Ana do Campo, a igreja da Misericórdia (início do século XVI), o solar da Sempre Noiva (séculos XV e XVI) e o convento dos Loios (a quinta do convento foi doada em 1526 aos frades de São João Evangelista, que no ano seguinte iniciaram a construção do convento; no seu interior encontram-se azulejos, com data de 1700, assinados por Gabriel Barco).

Arraiolos é um município famoso pelos seus tapetes, cujo fabrico remonta talvez ao século XVII.

A fundação desta vila é atribuída, por uns, aos galo-celtas, no século IV a. C., sob o nome de Calantia, e, por outros, aos sabinos, tusculanos e albanos, que viveram nesta área, antes de Sertório, no ano 200 a. C., governados por um capitão grego Rayeo, daí derivando o nome Rayolos e, depois, Arrayolos. Com a chegada dos povos nórdicos, esta cidade foi destruída e despovoada.Em 1217, D. Afonso II doou a vila de Arraiolos ao bispo de Évora, concedendo-lhe licença para aí construir um castelo, que não chegou a ser edificado. D. Afonso III recuperou a vila para a coroa e D. Dinis reconstruiu-a, erguendo o seu castelo e concedendo-lhe foral em 1310. D. Fernando I doou a vila de Arraiolos a D. Álvaro Pires de Castro, irmão de D. Inês de Castro, e D. João I doou a vila ao condestável D. Nuno Álvares Pereira. Em 1511 recebeu novo foral de D. Manuel I.

Durante as Guerras de Independência, os espanhóis tomaram esta vila e incendiaram o castelo."



video

sábado, 5 de junho de 2010

Selinho: Pinguinho de Gente

Recebi este selinho da amiga MÁRCIA, do blog Vitrine de Prata. http://vitrinedeprata.blogspot.com/
As regras são as seguintes:
1) Pegar o selinho;
2) Deixar um recado para quem te oferece o selinho;
3) Dizer 5 coisas que você gosta de fazer:
- estar com meu marido;
- observar meus cães;
- ler;
- exercer minha profissão;
- admirar a natureza;
4) Indicar 10 blogs para receber o selinho. Situação sempre complicada , a escolha, pois são tantos os amigos com seus blogs maravilhosos! Aí vai, então:
Por agora, indiquei 10 de forma completamente aleatória.
Tenho enorme carinho por todos os meus companheiros deste espaço.
Muito obrigada, Márcia, pelo mimo.